top of page
  • Foto do escritorLorrana Marino

Arquétipos de marca: o que são e como usar?

No âmbito da comunicação, arquétipo é o que define a personalidade de uma marca. Ou seja, sua visão, seus valores e seu posicionamento perante ao mercado e seus consumidores.


Existem 12 tipos principais de arquétipos que servem para categorizar as marcas, sendo úteis para melhor direcionar as estratégias de comunicação, criar conexão com o público-alvo e atingir resultados esperados.


Quais são esses 12 arquétipos de marca?

Arquétipos de marca


Os 12 principais arquétipos representam motivações básicas do ser humano, fundamentais para a conexão entre indivíduos, sendo agrupados em:


1. Motivação de independência e realização

  1. O Inocente evoca o desejo por segurança, possuindo uma atitude positiva e bondosa. Exemplos de marca: Walt Disney e Dove.

  2. O Explorador clama pela liberdade, emanando ambição e curiosidade. Exemplo de marca: Land Rover.

  3. O Sábio traz consigo a motivação pela compreensão, buscando e compartilhando conhecimento, sendo o aprendizado sua principal característica. Exemplos de marca: TED e Google.

2. Motivação por risco e excelência

  1. O Rebelde carrega a busca pela libertação, o rompimento com padrões, sendo inovador. Exemplo de marca: Apple.

  2. O Mago evoca a necessidade por poder, explorando a criatividade, o mistério e a coragem. Exemplo de marca: Red Bull.

  3. O Herói representa a excelência, é o arquétipo que busca fazer a diferença e desafiar-se com dedicação e esforço. Exemplo de marca: Nike.

3. Motivação por estabilidade e controle

  1. O Cuidador emana a ajuda, sendo fonte de auxílio, proteção e afeto. Exemplo de marca: Nestlé.

  2. O Criador é a pura inovação em prol da transformação criativa a fim de deixar sua marca no mundo. Exemplos de marca: Netflix e Lego.

  3. O Governante carrega a busca pelo controle com carisma e persuasão, liderando as pessoas para uma ideia. Exemplo de marca: Mercedes-Benz.


4. Motivação por comunidade e prazer

  1. O Amante evoca a intimidade, comunicando-se com sensualidade e ousadia, temendo a rejeição. Exemplos de marca: L’Oreal e Calvin Klein.

  2. O Bobo é leveza e diversão, buscando prazer e levando alegria. Exemplos de marca: M&M e Skol.

  3. A Pessoa Comum manifesta o desejo pela comunidade, não tendo a pretensão de se destacar e, assim, trazendo sentimentos de conexão e igualdade. Exemplos de marca: Havaianas.


Como aplicar os arquétipos de marca?

O impacto que os arquétipos de marca oferecem são observados nos resultados que dizem respeito à conexão entre o produto ou serviço com seu público-alvo. Desenvolver uma personalidade gera maior assertividade na comunicação, seja ela escrita, visual ou auditiva.

Os arquétipos são como um farol para sua empresa, humanizando o posicionamento da marca, definindo as estratégias e gerando resultados com boas campanhas e gatilhos emocionais bem pensados.

No grupo Soma Quatro encontramos exemplos claros de arquétipos de marca em cada uma de nossas empresas: A Pridia enquadra-se nas características de O Criador, enquanto a Horus é O Amante, a Grillo posiciona-se como O Sábio e a Kiron expressa-se como O Cuidador!


Equipe Kiron Comunicação

Essa postagem da Kiron reflete muito bem o arquétipo de auxílio e afeto que a marca expressa. Note que a escolha de palavras e a imagem posicionam a agência, criando conexão com o público.




E aí, curtiu saber mais sobre arquétipos de marca e como eles ajudam a posicionar o seu negócio no mercado?!

28 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page